Principais razões pelas quais as mulheres fazem ligadura pomeroy ou tubária

Os motivos que levam uma mulher a fazer a ligação das trompas de falópio são diversos e dependem mais de uma decisão pessoal do que de um diagnóstico médico. As consequências que podem causar uma laqueadura nem sempre são devidas a problemas de saúde, mas sim às futuras decisões que a mulher deseja tomar.

As trompas de falópio estão localizadas na cavidade uterina, nas laterais da vagina e são compostas por duas trompas de aproximadamente 18 centímetros de comprimento. Eles conectam os ovários com o útero e é o principal responsável pela menstruação.

Quando uma mulher começa seu ciclo de ovulação, os ovários desenvolvem um oócito que é transportado pelas trompas de Falópio até o útero, onde esperam que o esperma comece a fertilizar. Caso não consigam fertilizar no tempo correspondente, são eliminados do corpo por sangramento vaginal.

ligadura de trompas

Uma decisão irreversível

A função das trompas de falópio é criar comunicação constante entre as duas áreas mais importantes para a fertilidade e a reprodução humanas. A laqueadura consiste em uma pequena cirurgia que fecha a laqueadura. Portanto, a mulher é estéril e, na maioria dos casos, é um processo irreversível.

Qualquer mulher pode optar por este procedimento sem a aprovação de terceiros, embora seja geralmente uma decisão muito rara em idade precoce entre a popul

ação feminina. Algumas laqueaduras podem depender de alguma alteração do sistema uterino, algumas delas podem ser:

Câncer nas trompas de Falópio

Eles geralmente ocorrem em pessoas idosas, onde se desenvolvem células prejudiciais que afetam a função natural.

Endometriose

Ocorre quando parte do material endometrial se desenvolve em outro lugar, fora dos ovos. Ela cresce e sangra igual ao processo interno. Embora não haja como sair do corpo. O que causa cistos que produzem dor e podem afetar a outra cavidade uterina.

Inflamação pélvica

Eles geralmente não apresentam sintomas e são gerados por inflamação nos órgãos que são disseminados pelo óvulo e pelas trompas de falópio. As consultas mensais facilitam sua detecção. Esta doença pode causar infertilidade na pessoa.

Salpingite

Inflamação nas trompas de Falópio. O que pode causar esterilidade completa. A mulher sente dor na região inferior.

Gravidez ectópica

Ocorre quando o óvulo fertilizado viaja até as trompas de falópio e ali fica, crescendo e alterando a cavidade uterina, o que pode causar muita dor e ruptura do seu entorno. Visitar o médico em caso de sintoma de gravidez é essencial.

Na CELAGEM você encontra a solução

Muitas dessas doenças podem trazer dor ou desconforto que tornam a operação uma solução eficaz e rápida. Alguns podem ser tratados com medicamentos alternativos, mas a maioria consiste em cirurgias. Há casos em que devem remover todo o ducto uterino. No entanto, é melhor consultar um médico de confiança.

Muitas dessas doenças apresentam sintomas que alertam a mulher de que há uma alteração no útero ou em alguma área próxima. Inflamações e dores crônicas são algumas delas, assim como outras que não apresentam sintomas. Algumas mulheres utilizam a técnica ligamentar quando, após um parto ou vários partos, decidem que não querem mais ter filhos, sendo considerada um método contraceptivo.

A laqueadura tubária não impede as mulheres de doenças sexualmente transmissíveis. O cuidado deve ser o mesmo, a única coisa é que se a mulher depois quiser ter filhos será muito improvável ou eles podem apresentar falhas.

concecuencias fertilidad

As consequências que uma laqueadura de trompas pode desencadear são:

  • Incapacidade de engravidar naturalmente. Deve-se optar por métodos como a inseminação artificial ou barriga de aluguel em última instância para todo o processo que envolve.
  • Alguns vasos sanguíneos podem ser danificados ou apresentar um problema posteriormente. O intestino ou a bexiga também podem apresentar alguma alteração.
  • Algumas mulheres que o praticam para fins anticoncepcionais podem falhar e engravidar alguns meses após a cirurgia.
  • Dores na parte inferior do corpo ou abdômen.
  • A paciente deve conhecer antes da cirurgia os medicamentos ou alergias que apresenta a determinados medicamentos ou anestésicos. Já para realizar a laqueadura tubária, duas incisões devem ser feitas.
  • As complicações após a operação também dependerão da saúde do paciente.

Obesidade, diabetes ou cirurgia prévia são fatores que podem ser o início de uma complicação posterior. O paciente pode ser recomendado a fazer dieta e exercícios para apaziguar possíveis contratempos.

As pessoas que optam por fazer a ligação das trompas de falópio como método anticoncepcional também podem escolher outras alternativas menos radicais, para que possam desfrutar de uma sexualidade mais segura e não ter uma gravidez indesejada. Alguns outros métodos são; o dispositivo intrauterino (DIU) ou pílulas anticoncepcionais.

Cada pessoa reage de maneira diferente a esses métodos, sendo extremamente importante saber qual é o indicado com base na idade e nos efeitos colaterais que o organismo pode desencadear. Por exemplo, as pílulas anticoncepcionais estão ligadas aos hormônios.

A laqueadura tubária é um procedimento que deve ser realizado com cuidado. Além das possíveis consequências, familiarizar-se com a cirurgia e entender o motivo da decisão é fundamental. Se a mulher está casada, é essencial discutir o assunto e chegar a um acordo. Para que não cause conflitos posteriores. E antes de determinar, consulte novamente com o médico de confiança.

Posso ter filhos depois de fazer uma laqueadura?

Nos artigos a seguir, Celagem mostra as possibilidades que existem para a tomada de decisão de ser mãe após um tratamento de laqueadura.

En CELAGEM estamos listos para cumplir tu sueño

Somos especialistas en resolver problemas de fertilidad, fecundación In vitro o reproducción asistida. Queremos enseñarte algunos de nuestros tratamientos que tienen su primera cita totalmente gratis.

AGENDA GRATIS

DIAGNÓSTICO ONLINE