Doação de óvulos

A doação de óvulos é uma técnica de reprodução assistida que consiste em fertilização in vitro de óvulos de doadores com o esperma de uma paciente e obter embriões de boa qualidade que podem ser transferidos para a paciente grávida.

Geralmente esse tratamento acaba sendo a última opção para alguns casais, pois acaba sendo uma decisão muito difícil, principalmente para a futura mãe, por envolver óvulos de outra mulher. No entanto, ela pode ser a mulher grávida e dar à luz seu futuro filho.

Em muitos casos essas pessoas não possuem óvulos próprios, no caso das mulheres pode ser devido à idade biológica avançada entre outros fatores, ou no caso dos homens porque naturalmente não possuem ovários para a produção de óvulos. 

ovodonación

Em qualquer caso, o fecundação in vitro com ovos doados permitir que essas pessoas alcancem a ilusão de serem pais.

Quem é a mãe biológica em um tratamento de doação de óvulos?

É muito comum encontrarmos dúvidas como quem é a mãe biológica em um tratamento de doação de óvulos? A verdade é que 50% do material genético do bebê virá da doadora do óvulo e os outros 50% do pai ou de quem contribui com o esperma. Nesse sentido, quem carrega o bebê não transferirá material genético para a criança, mas poderá viver a experiência da maternidade, como carregar o bebê por nove meses e dar à luz um filho.

Por sua vez, esses casais podem se sentir seguros quanto à qualidade dos embriões, uma vez que as doadoras de óvulos são mulheres saudáveis, que passaram por uma série de exames médicos que as tornam aptas para doação.

Como testes psicológicos; descartar qualquer tipo de doença mental que possa ser herdada pelo bebê, bem como exames de sangue e genéticos, descartar qualquer doença congênita ou sexualmente transmissível, a fim de garantir a saúde do futuro bebê.

Da Celagem compartilhamos esta bela experiência:

“Graças à doação de óvulos, meu marido e eu engravidamos da garota mais preciosa do universo, e na primeira tentativa. Restam mais 4 embriões e já pensamos em dar um irmãozinho à nossa pequena Valéria.

O bom da doação de óvulos é que, embora eu já tenha 43 anos, meus embriões estão saudáveis e fortes, de acordo com a idade da doadora na hora da doação.

Valéria, além de mudar nossas vidas e nos encher de alegria, nos ensinou que o que uma família faz não é genética, é amor.

ovodonación